Guarda Azul

AS GUARDAS AZUIS

Corpo Imperial da Guarda, também conhecido como Guardas Azuis, são as forças de elite do Exército Imperial, criadas para defender os monarcas do Império, especificamente Sua Majestade Imperial o Imperador, Carolus XIII, assim como sua capital, Sarholm. Os Guardas Azuis são divididos em três Batalhões, todos reclamando descendência de algumas das unidades mais antigas de todo o Império.

Você acha que tem o que é preciso para se juntar aos Guardas? Entre em contato com seu comandante Regimental ou Alferes. A marcha das Guardas é Filhos da Coroa, e seu comandante atual é o Major-General Fritz William.

1ª GUARDAS GRANADEIROS (ANGLÓFONO)

As Guardas No.1 (os Guardas Granadeiros) são o primeiro batalhão da Guarda. Eles reivindicam descendência da 6ª Divisão de Guardas – apelidada de “Espada do Imperador”. Esta unidade foi criada em 2016 durante a primeira iteração do Império, onde eles duraram um mês antes de serem desmantelados em 28 de agosto. Eles participaram de batalhas como a Batalha de Modena, o Casamento Vermelho, a Sétima Batalha de York, e a Segunda Batalha do Swamp. Seu lema é “Terror Belli, Decus Pacis” traduzido como “Terror em guerra, ornamento em paz“.

2ª GUARDAS GRANADEIROS (LUSÓFONO)

As Guardas No.2 (os Guardas Granadeiros) são o segundo batalhão da Guarda, e o primeiro batalhão lusófono. Eles reivindicam a descida dos Life Guards – os primeiros guardas do Imperador Constantine VI. Esta unidade foi criada no final de 2017 para lutar na Segunda Grande Guerra durante dois meses antes de ser dissolvida. Suas honras de batalha incluem A Segunda Grande Guerra, Segunda Batalha de Preuze, o Cerco de Sarholm e muito mais. O lema deles é “Droit au But“, traduzido como “direto ao ponto”, o que mostra sua prontidão para entrar na luta.

GUARDAS DE PÉS (ANGLÓFONO)

Os Guardas No.3 (os Guardas de Pés) são o terceiro batalhão da Guarda, e o segundo batalhão anglófono. Eles reivindicam descendência do 2º Regimento da Guardas de Pés – o primeiro regimento a ser designado como uma unidade da Guarda. Essa unidade foi criada no final de 2017 para lutar na Segunda Grande Guerra por dois meses antes de ser dissolvida. Suas honras de batalha incluem A Segunda Grande Guerra, Segunda Batalha de Preuze, o Cerco de Sarholm e muito mais. Seu lema é “Civitas et Princeps Cura Nostra”, o que significa sua dedicação singular à proteção da Coroa e da Família Imperial.

4ª GUARDAS DE CAVALO (LUSÓFONO)

Os Guardas No.4 (os Guardas de Cavalo) são o quarto batalhão da Guarda, e o segundo batalhão lusófono. Eles reivindicam a descendência dos originais Guardas do Cavalo – os primeiros guardas do Imperador Constantine VI. Esta unidade foi criada no final de 2017 para lutar na Segunda Grande Guerra por seis meses antes de ser dissolvida. Suas honras de batalha incluem A Segunda Grande Guerra, Segunda Batalha de Preuze e muito mais. Seu lema é “Glória a Vasa!“, significando seu papel único como guarda-costas pessoal do Imperador em batalha.